Eu converso com muita gente que está querendo sair do Brasil e eu divido essas pessoas em dois grupos:

1º o desinformado – aquele que não fez o “dever de casa”. É o tipo da pessoa que não conhece como funciona os sistemas de imigração de cada país e conta muito com a sorte. Geralmente pensa em ir para os EUA.

2º o informado – aquele que já pesquisou, conversou com imigrantes e está consciente sobre o que fazer para viver legalmente em um outro país. Nessa caso, ele/ela risca os EUA da lista e passa a cogitar a Austrália, o Canadá e a Nova Zelândia.

Eu gosto muito dessas três opções, mas como eu escolhi o Canadá para viver, eu vou deixar alguns pontos positivos para vocês refletirem:

  • Sistema de imigração eficiente e acessível – Atualmente o governo está com o objetivo de receber 350 mil novos imigrantes por ano!
  • Imigração possível para trabalhadores qualificados, bem como investidores – O país tem as portas abertas para profissionais qualificados que possam contribuir para a economia do país e investidores que possam gerar empregos.
  • Muitas oportunidades no setor de Tecnologia da Informação para profissionais de software – TI está super em alta!
  • É possível imigrar com a família toda – Uma vez que o aplicante principal seja aprovado, ele/ela pode trazer o cônjuge e os filhos dependentes abaixo de 22 anos.
  • Elegibilidade para Cidadania Canadense dentro de quatro anos da chegada ao Canadá com status de residência permanente.
  • País multicultural e receptivo – De uma forma geral os imigrantes são bem recebidos.
  • Educação e médicos gratuitos e de qualidade. – Claro que os residentes pagam impostos para ter acesso a esses serviços.
  • Dupla Cidadania permitida.
  • Direito a benefícios sociais do governo (em caso de necessidade), o que inclui ajuda financeira para moradia, creches e alimentação.
  • Acesso aos mercados dos Estados Unidos e do México com base no Acordo da NAFTA.
  • Existe uma proposta de livre comércio e circulação entre o Canadá, Austrália, Reino Unido e Nova Zelândia depois que o Reino Unido sair da União Europeia – Ainda é somente uma ideia, mas pode vir acontecer. Dá uma olhada nesse link: http://dailyhive.com/vancouver/free-movement-between-canada-uk-australia-and-new-zealand-brexit

Quando eu escrevo posts como esse algumas pessoas comentam que não é fácil vir para o Canadá como parece. Eu concordo que não é fácil e nunca disse que seria, afinal residência de um país de primeiro mundo não vai cair no colo de toda população brasileira. Mas o Canadá é acessível para pessoas esforçadas, que estudaram, trabalharam e estão decididas a começar uma nova vida.

Se vocês quiserem mais informações sobre o Canadá podem entrar em contato comigo ou buscar informações no grupo Imigração Canadá no Whatsapp.

Até o próximo post!

Renata Go North
Renata Go NorthPublicitária, designer e blogueira
Renata é consultora regulamentada de imigração, bacharel em Comunicação Social, especialista em Design Digital, blogueira por diversão, esposa e mãe.